Tomo um café quente enquanto o computador se inicia, 
tomo café quente porque raramente acordo realmente acordado.
Tomo um banho porque já é hora. Me arrumo para ir para o trabalho porque não posso me atrasar, se eu atrasar o chefe vai me xingar. 
E aquele frescor após o banho já acaba assim que saio da porta da minha casa até o ponto de ônibus, é quente demais e eu odeio isso. Minha mãe sempre me avisava: tome um banho gelado, é melhor. Mas quem disse que eu fazia isso?
Em pé esperando o ônibus, ouço meu celular tocar, não é ninguém interessante então resolvo não atender. 
Subo, depois desço as escadas do ônibus, ando um pouco e finalmente lá, naquele maldito lugar. Ando para frente e depois para o lado, não queria estar ali. 
Então de repente ela aparece e eu me esqueço de todos os motivos para não querer estar ali, da insônia, dos alugueis atrasados, do meu cachorro que morreu... tudo de ruim. 
- Oi! - ela disse sorrindo. 
- Oi! - eu sorrio mais ainda. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Encarando a verdade

eu & eu

Ser.